Envelhecer: É universal, inexorável e progressivo. Em cada pessoa é de forma diferente, cada indivíduo tem o seu próprio envelhecimento que pode ser saudável ou não. Mas fato é que continuamos sendo adultos.
Não infantilize os idosos. É comum querermos demonstrar o nosso carinho e cuidado, por vezes acabamos os tratando como crianças. "Vamos tomar o remedinho?"; "Que fofinha, vamos agora ir tirar uma sonequinha?"; "Que lindinha, é tão boazinha"; "Precisa comer a comidinha toda primeiro".
São muitos diminutivos, muitos "inhos e inhas" que podem colocar o idoso de "volta" a fase da infância. Vemos muitos filhos se tornando pais de seus pais.
O envelhecimento começa acontecer desde o momento que nascemos, é um processo normal e vital. Temos que quebrar o estigma de que TODO idoso é dependente, sem autonomia e que não tem direitos e deveres.
As vezes como forma de retribuir o cuidado que recebemos durante toda a vida, acabamos tratando o idoso como uma criança grande e vemos isso como algo normal. Ou até mesmo profissionais que agem assim. Porque é um cuidado muitas vezes regado de muito zelo.
Mas é possível fazer isso, tratar com carinho, cuidado, gentileza e sensibilidade sem infantilizar os idosos. Da mesma forma que tanto se fala em não tratar as crianças como adultas.
Cuidado para não inverter os papéis!