☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾

“O importante é compreender como as referências e os mitos trazem a luz os modos de ser; avaliar como esses mitos organizam e servem para difundir e consolidar maneiras de a mulher se comportar, sentir, desejar, pensar e, sobretudo, se submeter ao homem sem contestação.”

art, botticelli, and Venus image

“Grandes são a cólera de uma mulher, sua audácia, sua desordem.” eclesiástico 25:17-36.

Inspiring Image on We Heart It

Mulheres e Deusas é um convite a pensar sobre entidades femininas de culturas diversas (grega, ioruba, judaico-cristã e guarani, especificadamente) sob a ótica do estudo dos gêneros, do feminismo e do que significa ser mulher. O autor pontualmente alerta que a intenção da obra não é oferecer uma visão feminina sobre as mulheres – uma vez que o escritor e narrador é um homem. No entanto, ele pode refletir sobre como os mitos das diferentes culturas dialogam entre si no que tange gênero e relações entre homens e mulheres, e assim o faz.

art, painting, and angel image

Dividindo-se em 4 partes, a narrativa propõe refletir sobre algumas personagens dentro de suas respectivas histórias, de modo não exatamente linear, ou organizado dentro de uma estrutura específica. Ele discorre diante dos temas que são dispostos, elencando-os a novos tópicos que acabam levando uns aos outros e, quando isso não acontece, inicia-se uma nova narrativa de modo um tanto irrompido. Entremeadas às histórias e personagens estão as ponderações do autor, sempre muito claras e didáticas, o que nos inspira o sentimento de conforto de uma conversa com Renato Nogueira acompanhada de um chá e livros de mitologia, onde estamos livres para trocar ideias. Talvez por essa qualidade despojada, sem deixar de ser responsável e compromissada, seja tão fácil ler e terminar a obra. Para alguns, pode ser que esse caráter de pensamentos soltos lançados no papel seja um incômodo, por não seguir uma narração linear. Parece carecer de profundidade em alguns pontos, enquanto se demora demasiadamente em outros sem a mesma intensidade e sem trazer observações muito interessantes. Embora a linguagem seja simples, em certos momentos sobrevém palavras raramente utilizadas e que requerem um dicionário a mão. Porém, todo o conteúdo é embasado por muita leitura e conhecimento acessado através de feministas e filósofas, e no final há uma bibliografia muito interessante de ser investigada.

Image removed
deusa, orixa, and oxum image

Na composição estética, existem artes linda no princípio de cada parte do livro. A capa colorida evoca o poder das mulheres que aguardam entre as páginas, colocando em destaque a dualidade entre uma personagem da sociedade iorubá e uma da grega. A edição toda é caprichada, salvo os pequenos erros de digitação, falta de letras ou troca de dados (no glossário, informa-se que Medusa atraiu a atenção de Hades, não Poseidon), mas nada grosseiro.

antique, john william waterhouse, and neoclassicism image

A discussão sobre a disputa pela beleza que atravessa quase todos os mitos nos esclarece a origem de toda a opressão estética que as mulheres sofrem. Descobrimos também como nem as deusas do alto Olimpo escapam dos papéis de gênero do casamento e patrimônio masculino, e nem as poderosas Orixás deixam de ser relegadas a cozinha. Há considerações extremamente importantes sobre a maternidade, talvez a parte mais significativa do livro. A transição de gênero também é debatida, embora de modo muito superficial para um assunto tão complexo, mas que consegue explicitar de maneira respeitosa e instrutiva, e inserida no pano de fundo (a mitologia). Visitamos (ou revisitamos?) o Jardim de Éden, desvendando a aparente gênese da desigualdade entre os sexos, e do princípio de tudo, nos encaminhamos ao fim.

art, painting, and woman image
apple, garden, and eden image

Quando terminei, senti uma espécie de insatisfação em formato de sede por beber/ler um pouco mais daquilo. Mitologias são fontes que vertem seus mitos inesgotavelmente, fornecendo material para uma análise que ultrapassa 3 ou 4 mulheres de cada cenário histórico-cultural. Há abertura para um sem-número de pesquisas que, como o próprio autor salienta, é passível de estudo para compreender como o campo mitológico interfere no imaginário geral e corrobora pré-conceitos muito antigos. Cada característica das mulheres aqui suscita uma correspondência a elementos da vida real, assim como cada entidade feminina tem reflexos de suas representantes reais. Há muito o que desconstruir e ressignificar nas narrações fantásticas para que a construção da individualidade de homens e mulheres não se sustente em crenças limitantes disseminadas através dos séculos.

art, pomegranate, and flowers image

“A realização da vida só é possível por meio do conhecimento verdadeiro da natureza das coisas”

art, painting, and eyes image
art, painting, and Venus image

☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾ ☽☾