Estou quebrada por dentro.
Eu não quero viver.
Mas estou muito assustada pra morrer.
Eu não sinto mais nada.
Acordar e existir.
É tufo que tenho feito.
EU não sinto nada.
Não tenho lar em mim.
A única coisa que não me deixou..
Foram as palavras.
Na minha mente eu só repito:
Meu tempo está acabando.
Porque eu não vou suportar.
Talvez eu ascenda um isqueiro.
E queimo tudo a minha volta, e me levo junto.
Tenho vivido no automático. Como um robô.
Tentei me apegar no que me deixava bem.
Tentei me agarrar a motivos pra estar viva.
Tentei engolir tudo.
E não chorar.
Por que existem pessoas passando por coisas piores que eu.
Tentei me dizer: Você não tem direito de chorar.
Tentei entender por que estava cometendo autossabotagem.
Tentei ser o motivo de alguém.
Uma das coisas que deixaria a pessoa feliz.
Mas aí eu fui afastando todos os meus amigos, os poucos que ainda converso..
Difícil me ver sorrindo. Quando está tudo silencioso.
Talvez por isso nunca parei.. Mas agora é tudo de mais.
Eu me diagnostiquei com automutilação. Esse é o nome,
Eu sinto muito de verdade.
Por ter falhado.
Eu não consegui. Vencer..
Eu não vejo razão.