Ruas do Rio ganham sete esculturas de elefantes acorrentados
Ação da Elephant Parade é para chamar atenção para maus tratos aos animais
- O problema dos elefantes atualmente não está no radar das pessoas. No mundo, a cada 15 minutos um elefante é morto pelo marfim e, no Brasil, muitos ainda vivem aprisionados. O objetivo desta ação é duplo: dar visibilidade para esta causa tão importante e apoiar a ONG Santuário dos Elefantes, de quem somos parceiros, na arrecadação de fundos para resgatar elefantes e levá-los para a sede do projeto na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso - diz Theo Leal, Gerente de Marketing da América Latina da Distell, empresa fabricante do licor Amarula, que é responsável pela ação ao lado da ONG Santuário dos Elefantes.

Os 66 elefantes da Elephant Parade ficarão nas ruas do Rio até 29 de novembro. Depois, seguirão para o Copacabana Palace, onde serão leiloados no dia 6 de dezembro, em prol de entidades carentes do Rio de Janeiro, projetos de preservação dos elefantes e artistas participantes.