É super esquisito voltar a falar sozinha. E é assim que me sinto quando começo a escrever... Por alguns momentos eu até esqueço que alguém pode estar lendo tudo e acabo criando um diálogo bem estranho, como se realmente existisse algum tipo de debate.

Bom, não vou tentar nem resumir como vem sendo o meu trajeto aprendendo inglês sozinha, porque aí eu teria que escrever um livro e não um só artigo. Resolvi falar agora sobre um desafio que eu criei no meu instagram.

E não se esquecendo da foto desse artigo, eu comecei a relembrar os motivos que me fizeram a querer aprender outro idioma, a me apaixonar pela cultura americana e a ter tanta vontade de estudar e morar nos Estados Unidos.

Desde pequena sempre fui muito sonhadora e jamais me conformei em ter que aceitar tudo somente que me era possível, eu sempre quis alcançar algo mais distante, como se só assim eu pudesse ter sucesso. Foi um pouco decepcionante ter esperado mais de algumas pessoas que não estavam nem aí, foi até mesmo esgotante. Passei minha infância toda ouvindo minha vó dizer que a vida dela não tinha sentido e aí isso talvez tenha me feito querer buscar muito além da minha realidade.

Apaixonada por livros e querendo mudar o mundo, essa era eu até meus 15 anos. Até hoje olho com uma esperança tão grande para o meu futuro que jamais conseguiria falar que minha vida é sem sentido. Meu principal objetivo na vida é nunca se cansar de viver, lutar e sonhar.

Uma das coisas que descobri desde que criei o meu instagram @inglesemdia é que ver outras pessoas correndo atrás dos seus sonhos me impulsiona a continuar lutando pelos meus. Descobri também que não sou a única a enxergar um futuro melhor, que não sou a única a querer o infinito & além.

Me faz feliz ajudar de alguma forma outras pessoas a chegarem perto disso. Não é um sacrifício, é espontâneo e bem motivador para mim.

Bom, agora preciso ir e provar pra mim mesma que tudo é possível!