When you can't help feeling, you can do things you probably would not do. Everything is so intense and it looks like your head will burn. You breathe faster, your heart beats faster, it's a mess in the system.
I? I write. I write about the feelings that I can't contain, the pains that I can't escape, the fate that I am doomed.
Words decrease the weight in my heart and, the paper, I always read when I feel like I'm going to tear me apart.
This one I wrote when I lost a friend. Well, when I thought I had lost, but I didn't lose because I managed to help the feeling with my own words, words that were thrown on paper by myself in a moment of anguish.
Hope this make you help your feeling!

Portuguese version (original)

O Pescador

Não há mais... Ou talvez nunca houve
Apenas uma ilusão?
O tempo dirá!
Tudo o que a onda levou
Me faz pensar no mar
Tamanha imensidão
Não assusta o pescador
Pescou tantas amizades
Mas hoje só lhe resta a dor

Nas noites escuras o mar sussurra:
"Não tema, pescador,
Onda há luz, há amor"
Mas não é a escuridão que o assusta
É a solidão, o palhaço brincalhão
Tinha no fundo desencargo da emoção
Mas o que realmente falta no pescador
É um pouco mais de atenção
Um pouco mais de carinho
Do palhaço brincalhão

"Cuidado", dizia o mar ao pescador
As grandes amizades também causam dor
E a falsidade esconde o pavor

Não tive preocupação em disfarçar
De quem aqui vim recitar
E não me preocupo em perder a amizade
De quem só me tratou com falsidade

Sei conselhos não sei dar
Mas essa é a verdade que vim lhe contar
Nada poderei mudar
Vai ser o tempo que resolverá