Por muito tempo eu fiquei com a angústia da dúvida. Será que você merecia mais uma chance? Será que você realmente estava disposto a mudar? Será que eu não estaria ao me salvar da nossa relação tóxica, deixando escapar a chance de ser feliz?

Te juro. Foram muitos momentos em que, com saudade e ainda com muito amor, chorei sozinha tentando me manter forte e firme.
As lembranças das suas mentiras me fortaleciam pra me deixar cada dia mais distante. Doía ficar longe de você. Mas nada se comparava a dor de descobrir uma escapada sua. A dor de ser enganada dói infinitamente mais do que a dor do amor. A mágoa vai corroendo a gente.

Por isso foi fácil. Por saber que aquela dor de saudade era a dor da minha libertação. Mesmo com as dúvidas, com as suas mensagens, com a sua insistência, eu fui resistindo. E, vivendo um dia após o outro, consegui entender que estava bem e feliz sem você.

Hoje recebi notícias suas. Sem querer saber. Aconteceu. Sempre acontece. A notícia circula até esbarrar numa esquina com a gente. Lamentei pelo seu novo caso complicado. Lamentei por alguém que está usufruindo das mesmas angustias que eu tinha diante das suas canalhices.

É. Naquela hora eu continuei pensando no que iria fazer mais tarde. Nos meus planos para o final de semana. E respirei fundo. Respeitei a minha intuição na hora certa. Você não iria mudar. Agradeci a Deus por ter me dado a coragem de me libertar de você.
Não foi simples, mas sempre é possível essa libertação!