Hoje acordei a pensar em ti , em como tudo seria se ainda estivesses aqui como costumavas estar.
Desde o dia em que tu te foste embora que eu não me sinto a mesma e, sinceramente, não sei se isso é bom ou mau. Passei tanto tempo a tentar manter-te na minha vida, que acabei por me esquecer que eu também sou importante, que também preciso de pensar em mim e não só nos outros.
Ás vezes, sinto uma enorme necessidade de te ligar, talvez de te mandar uma simples mensagem, tentar reacender a chama que existiu entre nós mas que eu sei que já não existe mais.
Foste muito mais que um chat aberto no meu telemóvel, muito mais que uma paixão; foste durante imenso tempo a minha prioridade que acabei por me esquecer de mim própria e o resto do mundo, foste o meu primeiro e verdadeiro amor e sei que por mais tempo que passe eu não te vou esquecer, nem a ti, nem a todos os momentos que existiram entre nós.
Sento necessidade do teu beijo saudável que me acalma a alma, sinto necessidade do teu toque puro que me deixa a ferver de emoções, sinto falta de cada palavra trocada.
Hoje só tenho a dizer que não te amo mas nunca me serás indiferente, que eu sinto saudades tuas, mas já não te quero.
Até um dia