- Quando ele vai chegar?
- Se aquieta, criança. Falta pouco.
- Mas ele tem que chegar agora.
Ela me olha com paciência e passa a mão pelos meus cabelos.
- Logo, logo ele vai chegar.
- Mas se ele não chegar agora, quando vai ser?
Ela me beija no rosto e me abraça.
- Quando o sol nascer.