Ninguém diria que a gente acabaria um dia, né? Namoro antigo, tempestades fortes. Não por acharem que éramos o casal perfeito, mas pelo simples fato das nossas brigas espetáculos estarem sempre com a plateia lotada.

Chegou o tempo em que não nos divertíamos mais juntos. Apenas brigávamos.
Não sorriamos mais quando estávamos só nós dois. Tinha sempre que ter uma terceira pessoa entre a gente para que alguma conversa fosse desenrolada.

Eu percebi logo quando parei de me enxergar no seu futuro. Por isso tomei a decisão que você nunca tomaria enquanto perdíamos tempo e saúde mental.

Você diz que foi de repente, mas repense. Relembre cada detalhe dos últimos tempos. Anos. Meses. Olha com atenção para cada alerta que dei, enquanto você me acusava de fazer drama.
Quando a gente se arruma pra ir embora, meu amor, algumas palavras e frases são desnecessárias.

Já dissemos tudo. Já brigamos demais, nos ofendemos demais. O respeito saiu antes que a gente acabasse e, sinceramente, quando a gente se perde do respeito na relação, ela não vinga. Nem volta.
Jamais será como foi um dia. Como naquele primeiro dia que te conheci, me apaixonei e tive a certeza de que você era o homem da minha vida. E você chegou a ser até começar a me convencer do contrário.

Infelizmente, acabou. Por descuido, por descaso? Não sei. Só o tempo dirá. Só sei que agora sou eu e o que ainda posso fazer da minha vida. E uma das coisas, primeira da lista, é ser feliz. Espero, de coração, que você também seja. E fique mais atento aos avisos da próxima vez.