Pássaros cantando. O barulho de árvores se mexendo com a brisa. Minha mão acariciando a crista do meu cavalo favorito.
Olho ao meu redor. A grama precisa ser cortada, o que não é novidade. Minha mãe acena da porta do casarão branco em que eu vivi a minha vida toda. Na mão esquerda, ela segura uma xícara, com chá de boldo, eu aposto.
Nesta pequena fazenda na zona rural do Tennessee, tudo é previsível, tranquilo e comum. E este é o meu lar, onde nasci, cresci e amadureci. Onde me apaixonei e fui traída.
Flashbacks de todos os momentos maravilhosos que vivi nesse lugar passam pela minha cabeça. De repente, penso que talvez não consiga sair daqui.
Mas então, exatamente às 16:15, ele aparece, e fica difícil para eu respirar. Ele para de frente para mim e consigo sentir sua colônia de onde estou. Esse cheiro me traz tantas lembranças... Tive que enfrentar tantas coisas por causa de uma antiga paixão que só me trouxe sofrimento.
E é por isso que não posso ficar. Porque, este até pode ser o lugar em que conheci meu primeiro amor, mas não é o lugar em que descobri quem sou eu, porque isso ainda não aconteceu. Mas irá.
- Acho que você sabe porque te chamei. Queria te dizer adeus, Adrian. - Eu digo, tentando não demonstrar emoção.
- Fique aqui, Carrie. Dê tempo para a ferida sarar. - Diz ele, tentando pegar minha mão. Me afasto.
- Talvez a ferida nunca sare. Ou talvez ela sare em tempo recorde. Mas de qualquer jeito eu não vou ficar aqui sofrendo. Pela primeira vez desde que te conheci, estou colocando meu próprio bem-estar em primeiro lugar, e disso eu não me arrependo. Tenho que ir. - Respondo, irritada.
- Carrie...
Pego minhas malas e saio correndo antes que Adrian possa terminar a frase. Não quero escutar o que ele tem a dizer, não quero correr o risco de ser convencida a ficar.
Minha vida está prestes a mudar e eu não vou olhar para trás.

**

Buzinas. Carros acelerando. Vizinhos brigando. Desconhecidos andando lado a lado na apertada calçada. Olho para cima e tudo que vejo são prédios cinzas e outdoors coloridos.
É tudo tão diferente do que estou acostumada, como se eu estivesse em um planeta completamente diferente. Respiro fundo. Estar tão deslocada nunca me fez tão feliz. Finalmente me sinto pronta para esquecer do passado. Achei o lugar perfeito para recomeçar. É como se o Universo inteiro estivesse dizendo "bem-vinda a Nova York".