'Eu amo a chuva
é meio óbvio
eu sempre lembro dela
toda vez que cai uma gota
eu me lembro do som de sua voz
toda vez que olho pela janela
a água escorrendo eu vejo seu rosto
ela também gostava
éramos iguais
nos desprendíamos em dias assim
a mente voava
e se aquietava
se colocava no lugar
eu pensava, o que ela estara fazendo
com certeza olhando pela sua janela
e pensando o mesmo que eu
milhões de pensamentos
todos alvoroçados
e ao mesmo tempo quietos
plenos
tranquilos
não podia explicar mais
eu adorava a chuva
e ela também'.

Gabe Lisboa