Prólogo:Uma carta a meus pais

Queridos papa e mama, eu sei que não nos vemos faz algum tempo, me entristece esse fato, porém eu sei que compreendem que a essa chance de cursar botânica no exterior me trará várias oportunidades, assim que retornar ao Brasil. Mama eu sinto muita a falta de sua comida, não que daqui seja ruim, mas espero que a senhora entenda não existe comida como a da senhora, também sinto falta das nossas conversas com o papa, espero que ele esteja melhorando daquela dor nas costas de que se queixa. Como o Edwin tem ajudando ele no açougue ?
Espero que o papa não esteja esfolando o couro do Ed de tanto o fazer trabalha. Bem aqui na Inglaterra, as coisas têm estado normais, não que eu tenho me acostumado, mas já não me é estranho a forma como eles vivem. Enfim mando essa carta porque em um mês eu me formarei e logo estarei de volta a casa, espero ansioso para encontrar com todos vocês, até logo.
Bernhardt