Eu nunca machuquei você, mas não escapei ilesa de nós. Você me machucou, e muito. E todas as noites, enquanto você ria para outras pessoas, eu pensava em nós. Eu pensava em um futuro com você. Não um futuro mágico, mas um futuro real e não tão distante como nos seus cálculos. Queria ter sido a sua rotina, pois você foi, até o momento do adeus, a minha. Mas não guardo rancores. Nunca as guardei. Nem mesmo quando você tomou a decisão de ir.

Eu fui generosa.
Eu fui generosa com você por deixá-lo ir sem dizer nada.
O amor é generoso.

Às vezes o amor também é deixar ir.
by: not me