Sinto falta de quando era criança e podia dizer o que quisesse, podia correr por tudo o lado, sujar-me toda sem ter que pensar no que os outros iam dizer, porque afinal era apenas uma criança o que é podiam dizer?
Agora que cresci sinto tanta falta desses momentos em que não tinha que pensar muito, apenas fazia.
Depois de crescermos aprendemos a valorizar as pessoas e o quanto nos fazem falta, o quanto precisamos delas mas só depois de as perdemos é que percebemos isso... Sinto tanta falta daquela pessoa que brincava comigo, se preocupava se eu estava bem ou se estava mal, de querer estar comigo a toda a hora mesmo eu estando mal humorada ou chateada com alguma coisa, daquela pessoa que mesmo eu estando triste me vinha consolar mesmo sem saber o porquê de eu estar como estava... Tudo isto apenas valorizei quando essa pessoa se deixou de preocupar comigo e começou a não querer saber! Agora não falo com ela à 5 anos, quase, e como me faz falta tê-la ao pé de mim... Mas a vida é assim, quem sabe se não a perdi porquê não era a certa para mim? Quem sabe se agora não aparece outra pessoa melhor?
Para mim a vida é assim, cheia de interrogações daí eu querer viver um dia de cada vez sem pensar no passado nem sem querer saber como irá ser o meu futuro... A vida é assim, só é vivida por quem a encara de frente sem medo de cair, porquê para sermos alguém também temos que cair para aprender mas depois de cairmos temos que ter a força para nos levantar e fazer algo ainda melhor do que tínhamos feito.