O que sobrou de mim, pelo menos, foi eu mesma. Demorou pra perceber as nuvens que estavam desaparecendo pra que eu pudesse enxergar, novamente, um céu na minha vida. Nem que seja o meu bom e velho céu negro, mas estrelado.

Hoje uma pessoa muito querida me disse pra não lamentar ter amado tanto. Não perde quem ama, quem perde mesmo foi aquele que não foi capaz de amar. Só errei por ter amado mais a ti do que as coisas ao meu redor. Voltei a prestar atenção nas minhas séries favoritas, nas minhas músicas favoritas, nos meus desenhos e descobri não estar mais sozinha.

Achei que não tivesse sobrado nada. Mas sobrou sim. Tem muito de ti aqui ainda, mas tem muito de mim também, e é a minha própria mão que eu vou segurar agora.