(...) “Desculpe-me a frieza, desculpe-me o coração de gelo e as palavras amargas. É que o coração já se cansou de ser tratado tão indiferente, como se não existisse. Como se não existisse amor que fosse suficiente de sustentar toda essa multidão. Desculpe

Brazil    http://ad0ravel-psicose.tumblr.com