Eu queria querer-te amar o amor. Construir-nos dulcíssima prisão, encontrar a mais justa adequação, tudo métrica e rima e nunca dor, mas a vida é real e é de viés e vê só que cilada o amor me armou, eu te quero (e não queres) como sou, não te quero (e não

Goiânia    http://leticiacastrog.tumblr.com/