"No final, tem nós, que é todo errado, sem sentido, e principalmente não existe, mas tem." Iolanda, 1997.

   http://keepthefaith-baby.tumblr.com