“É que sou assim mesmo, um tanto quanto exagerada. Choro, desabo, me acabo, morro; mas quando passa, até me pego achando graça de tudo isso.” (sdpm)

Paraná    http://www.facebook.com/eloize.alves