Eu gosto do diferente, me divirto com o surpreendente, preciso do tocante e respiro a loucura. E o imprevisível? Ah, esse é essencial.

Mauá    @driiaraujo