Ignoro essa vontade de te ver
De me expressar,
Pois insisto em não persistir.

Tudo o que sai de mim não são palavras de confiança
Mas sim de lamento; é um grito!
É um grito de silêncio
Para mim... Somente para mim.

Ouço-me e falo: "como estaria você...
Como está sua alegria e infelicidade...
Por onde caminhas...
Grito, mas não ouves."

Conservo em mim apenas lembranças
E saudades da sua melancolia misturado de humor,
que formava uma verdadeira alegria.