Esse é uma fanfic minha no wattpad. Caso queira continuar lendo procure por PandaDeSeattle.

05 anos atrás

Quinze. Vinte. Cinquenta. "Falta trinta" falei pegando a arma que estava em cima da mesa e apontando na direção do cara na minha frente, "Cadê o resto do dinheiro?". Eu me encontrava em mais um dia de trabalho, mas dessa vez era diferente. Eu me encontrava cara a cara com meu ex-namorado, que daqui a pouco viraria cinzas junto com os caras que estavam amarrados ao seu lado. "Dinah! Vamos conversar! Tenho certeza que podemos resolver isso sem mais agressões! " Você deve estar se perguntando o que aconteceu para ele estar tão desesperado assim né? Bom...

Batidas suaves eram ouvidas na porta da frente. Normani com Akira nos braços levanta do sofá e anda até a porta. No sofá se encontrava Lucas contando o dinheiro, faltavam trinta milhões, mas se perguntava se poderia negociar Normani ou Akira, como forma de pagamento pelo que faltava, quem sabe as duas? - O grito de Normani interrompe sua linha de raciocínio. "Oi Lucas " ouve antes de apagar.

"Ei, acorda " senti algo molhado atingir seu rosto. "Que iss... " Sua cabeça voa para trás pela força do soco aplicado. "Bom te ver novamente Lucas, como vai você? Ah não espera, bem mal estou certa? " Ironizou Dinah andando de um lado pelo outro no porão que tinha apenas uma fraca luz. "Você responde quando eu perguntar, certo? " Perguntou Dinah segurando os cabelos curtos com força extrema. "Cer-erto" respondeu sentindo a soltar seu cabelo com brutalidade. "Certo. Primeira pergunta! Cadê o meu dinheiro Lucas?" Perguntou tirando a blusa de frio que cobria seu troco e a jogando na cadeira que se encontrava em frente ao mercenário em sua frente. "Na sala eu estava contando quando você chegou!" Exclamou rapidamente com medo do que viria a seguir. "Resposta rápida, mas errada" disse levantando o punho e batendo três vezes seguidas no rosto de Lucas. Ele sentia o couro que cobria a mão de Dinah marcar seu rosto. "Acho que quebramos seu nariz Lucas, mas acho que você não vai se importar certo?" Se sentou novamente na cadeira e limpou as mãos manchadas com sangue. "Na onde este meu dinheiro Lucas? "

E assim se segui até alguns 'amigos' do Lucas chegarem...